Destaques

. .

SLC Alimentos comercializa energia gerada na indústria

O que era resíduo do processo industrial virou geração de energia, redução de custos e cuidado com o meio ambiente na SLC  Alimentos. No mês de setembro, a empresa deu início ao processo de comercialização do excedente de energia elétrica produzia na PCT (Pequena Central Termelétrica) da indústria de Capão do
Leão/RS.

Com capacidade para produzir até 5,8MW, a PCT gera energia através da queima da casca do arroz. Cerca de 10% dessa geração é usada para sustentar o funcionamento da própria usina. Do que sobra, a metade abastece internamente a operação da empresa (proporcionando uma economia mensal de aproximadamente
R$ 280 mil) e o restante será vendido no mercado de energia elétrica. Outro importante benefício é a destinação correta do resíduo, já que, ao ser dispensada na natureza, a casca de arroz, durante sua degradação, libera gás metano, nocivo ao meio ambiente.

A empresa mantém parceira com a Universidade Federal de Pelotas a fim de desenvolver novos projetos sustentáveis. A obra de todo o complexo da PCT teve início em 2010 e contou com um investimento de R$ 42 milhões.

 

CAPA PCT (4)

 

« Voltar